É melhor amar ou se apaixonar?


Uma pergunta intrigante se pensarmos que o amor e a paixão podem "conviver" bem juntos.


Para começar, quero fazer uma explanação a partir do olhar da neurociência sobre a diferença entre amor e paixão. Amor é um sentimento e a Paixão é uma emoção. Percebe que, quando perguntamos para alguém o porquê de ela amar uma outra pessoa, em sua resposta encontramos uma argumentação totalmente racional?! Por outro lado, quando uma pessoa expressa a paixão que sente por alguém, em suas palavras existem descrições sensoriais. Isso acontece porque, quando a pessoa está apaixonada por alguém, o coração acelera, as famosas "borboletas na barriga" aparecem (suor, tensão, prazer...). A paixão, por ser uma emoção, libera uma química em nosso corpo que faz com que sintamos um monte de reações físicas. Já o amor é diferente.... o amor é mais calmo, mais seguro, mais tranquilo... Quando falamos que amamos alguém e esse amor é pleno, normalmente não se tem uma sensação de angústia... o famoso aperto no peito.


Se você diz amar uma pessoa e sente uma sensação ruim fisicamente, essa sensação não é do amor. Provavelmente é uma outra emoção, como medo, ciúmes, ansiedade... que você está sentindo junto com o sentimento amor. Explicarei um pouco melhor... O sentimento do amor é um entendimento que temos por um conjunto de experiências que vivemos com aquela pessoa que julgamos ser tão especiais, que caracterizamos como amor. Dizer que ama alguém é justificar que aquela relação é uma relação "cara", valiosa e incomparável. Agora, amar uma pessoa não significa dizer que não se possa sentir raiva dela. O que acontece é que o sentimento do amor é mais sólido e menos mutável. Já as emoções dependem do estímulo que uma pessoa tem no dia a dia. Por isso, um dia ela pode estar super apaixonada (emoção) ou com muita raiva (emoção), ou até mesmo triste (emoção) com a outra pessoa, mas o sentimento do amor, independente da emoção que ela esteja sentindo, prevalece.


Agora, eu te pergunto: É melhor amar uma pessoa ou apenas se apaixonar?


Tatiana Auler

Psicóloga

CRP 05/56969