7 DICAS para Não sair da sua DIETA


Começar uma dieta é fácil, o difícil é manter! Já passou pela sua cabeça esse tipo de pensamento?

O que faz você começar uma dieta e qual a dificuldade em mantê-la? Provavelmente, o que motiva seu desejo de começar uma dieta é aquela olhadinha no espelho, quando você se diz: Não está bom, preciso emagrecer, conquistar o corpo que quero ter.


Maravilha! Ligamos o motor! Você começará a correr atrás de montar a sua dieta com uma alimentação saudável. O nome desse motor é MOTIVAÇÃO.


Só que, atrelados aos pensamentos motivados pela olhadinha no espelho, podem surgir, pensamentos relacionados ao que o outro pensa sobre você e, por esse motivo, a preocupação com o olhar/julgamento do outro fica mais importante do que seu olhar sobre você mesmo. Você faz a dieta querendo se sentir bem com você mesmo, porém, se o outro não valida sua dieta, ou seja, não reconhece a mudança em seu corpo, o “motor” vai diminuindo a potência, até que chega o momento em que ele para.


Vivemos na era do IMEDIATISMO; tudo precisa ser para ONTEM! Nossa mente deseja um resultado em uma velocidade cujo corpo não consegue acompanhar. As outras pessoas acabam não percebendo as mudanças na velocidade que você deseja para continuar se sentindo motivado. Você olha no espelho e, em “uma semana” de dieta, seu corpo não está com o resultado que a mente imediatista gostaria. E por aí vai!


Quando isso acontece, estamos fadados à FRUSTRAÇÃO E AO FRACASSO!


E agora???


Agora vamos entender como trabalhar nossa mente para sustentar a tal dieta.


DICAS:


1. Aceite que, apesar de todo o seu esforço, seu corpo tem um tempo diferente do desejo e da velocidade de sua mente para gerar um resultado.


2. Tudo bem que você queira perder 10 quilos, mas, se ficar somente com esse número grandão na cabeça, caso perca 2 quilos comparados aos 10 quilos, pode ser que sua mente ache que falta muito e que nunca conseguirá alcançar o objetivo. Crie metas menores em tempos menores. 10 quilos em 7 meses, mude para 2 quilos por mês, durante 7 meses (é só um exemplo).


3. Seja realista, aceite o formato de seu corpo. Não adianta ter o corpo de outra pessoa como parâmetro, se esse outro corpo estiver muito distante da realidade do seu. Se fizer isso, ficará em eterna frustração. Cada pessoa tem um corpo. Uma roupa que fica bonita em uma pessoa pode não ficar na outra. É por isso que existe uma infinidade de possibilidades de vestimentas, para que todos os corpos possam caber. Crie uma meta para que tenha o corpo que seja possível. Seu corpo é único e especial!


4. Pare de olhar fotos de mulheres que já são supermagras e que, provavelmente, não tiveram que emagrecer. Comece a olhar fotos reais de histórias de emagrecimento. Essas fotos de antes e depois que aparecem nas redes sociais, podem ajudar você a se sentir motivado. Casos reais e próximos de sua realidade ajudam a manter o pé no chão e estimulam o motor da motivação.


5. Perguntinha básica: Você gosta das mesmas coisas que as outras pessoas? Aliais, existe a possibilidade de alguma coisa, qualquer coisa, agradar a 100% das pessoas? Não, não existe. Não é verdade? Cada pessoa tem um gosto, uma preferência. Provavelmente você também. Então, não se preocupe em ter um corpo para agradar o outro, busque um corpo que lhe agrade, que seja confortável para você ter e manter.


6. É comum termos certa idade e nossa mente sentir que temos bem menos. Mas o corpo sabe a realidade da idade que tem. Cada corpo tem uma textura de pele, uma genética... Converse com um profissional que lhe prometa resultados possíveis, dentro da realidade de seu corpo e não imaginários.


7. Agora, vou lhe dar a dica mais preciosa do MUNDO!!! Quer manter sua dieta, parar de se preocupar com o olhar do outro, de comparar seu corpo com o de outras pessoas, aumentar sua autoestima e aprender a manter seu “motor” da motivação ligado? FAÇA TERAPIA! É na terapia que entendemos o motivo de termos uma baixa autoestima, aprendemos a lidar com a ansiedade (emoção importante que cria as famosas compulsões alimentares); é na terapia, que se trabalha a aceitação de si mesmo.


Parece mágico quando alguém fala: Aceite-se do jeito que você é!


Sim, mas, para isso, é necessário descobrir o motivo de um dia você ter se rejeitado, ou se sentido rejeito por alguém, o que pode não ter nada a ver com o corpo. Pode estar relacionado a você como pessoa. O engordar é apenas a consequência. Pode ser que essa sensação tenha começado, até mesmo, na sua infância ou adolescência. Experimente uma terapia com a qual você tenha afinidade, pois, dessa forma, irá ajudar você como um todo, e a consequência é conseguir manter uma dieta.


Tatiana Auler

Terapeuta


-----------------------------------------------------------------------------------------------------------------


Um Pouco de Poesia...


Ao ser que sou


Perdão concedo a mim,

Essência Divinal,

Livrando-me, assim,

De todo e qualquer mal.


Perdão concedo a mim,

Verso Deífico,

Vendo-me, enfim,

Anverso magnífico.


Perdão concedo a mim,

Espelho do Divino,

Tornando-me, por fim,

Aquele ser cristalino.


Perdão concedo a mim,

Jasmim, jardim,

Sem fim,


Edna Farias

Professora de Português/Literatura

Revisora de textos

Escritora

Terapeuta de Reiki

3 visualizações0 comentário

Contato

whatsapp-cinza.png

Navegação

© Instituto de Treinamento Auler Ltda. | CNPJ 25.289.131/0001-61 | Atendimento@institutoauler.com.br | Tel.: (21) 99740-1860. 

Criação Brothers Design