Como lidar com as injustiças da vida.

Quantas vezes você viveu situações em que se sentiu punido sem nem ao menos entender o motivo? Muitas vezes me pergunto o motivo de algumas situações acontecerem com algumas pessoas sem que elas mereçam passar por aquilo. Mas, logo em seguida, me questiono novamente: "Quem sou eu para julgar se o que o outro vive é merecido ou não?", "É justo ou injusto?", "Não tenho como saber, e nem sei se alguém teria."


Como não tenho como julgar se é certa ou errada a injustiça vivida, prefiro me perguntar: "O que essa pessoa está sendo convidada a aprender com essa situação?", "Qual virtude essa pessoa está sendo convidada a desenvolver?"


O problema é que a dor de viver a punição injusta é maior do que a força da racionalidade em entender e desenvolver a virtude necessária para lidar com a situação.


Como sair dessa sensação? Sabemos que a emoção é uma química "jorrada" pelo nosso cérebro para todo o nosso corpo. Enquanto ela estiver presente, de fato, é muito difícil sair da sensação da dor. No entanto, importa saber que as emoções vêm e vão a todo momento, diferente do sentimento, que permanece por mais tempo.


Um dos riscos que uma pessoa que se sentiu punida, injustiçada por alguém corre é desenvolver um sentimento ruim pela pessoa que a fez mal. E aí as consequências são maiores e mais difíceis de serem elaboradas e diluídas.


Mais uma vez, voltemos à ideia do aprendizado para ressignificar a dor. A saída para essa situação é: em vez de ficar pensando sobre qual o motivo aquela pessoa teve para agir de determinada maneira — já que você provavelmente não obterá respostas plausíveis —, é se perguntar: "O que eu tenho que fazer com a atitude dessa pessoa?"


A vida é feita de escolhas! Aprendi desde muito cedo que somos livres para escolher, manter ou nos afastarmos daquilo que nos faz mal. É uma questão de escolha.


Outra coisa que acho importante mencionar é: não corrija uma injustiça com outra injustiça. Siga sempre no caminho da luz. Não suje a sua alma porque o outro não é capaz de manter a dele limpa. Não involua porque o outro não consegue evoluir.


Use e abuse de toda e qualquer experiência para fazer o seu melhor por você mesmo. Lembrando que estamos nessa terra para desenvolver as virtudes a partir dos desafios que a vida nos impõe.


Tatiana Auler

Psicóloga

CRP 05/56969




81 visualizações0 comentário

Contato

whatsapp-cinza.png

Navegação

© Instituto de Treinamento Auler Ltda. | CNPJ 25.289.131/0001-61 | Atendimento@institutoauler.com.br | Tel.: (21) 99740-1860. 

Criação Brothers Design