Como separar o amor da dor? Será possível amar sem sofrer?




Como separar o amor da dor? Será possível amar sem sofrer?


Afinal, o que é o amor? Seria muita pretensão minha definir o que é o amor. Acredito que tenha um significado diferente para cada pessoa e que sua classificação dependerá dos valores de cada um. Para uns, o amor liberta, deixa livre; para outros, é intenso, não se separam... Existem ainda aqueles que acreditam que o amor é fazer o máximo para o outro, e os que acreditam que o amor é não fazer tudo para ensinar o outro a ser independente e dar conta de si. Afinal, o que é o amor para você?


Independente do que você responda, o amor não é dor e sofrimento. Dor é dor, amor é amor. Pode ser que esses dois sentimentos andem bem próximos um do outro e o que os aproxima é a expectativa que uma pessoa tem em relação à outra pessoa em suprir todas as suas necessidades e valores em relação ao significado do amor. Tudo isso para que ela se sinta amada. Então, quanto maior a expectativa, maior a dor.


Dito isso, o amor é um sentimento leve, tranquilo, prazeroso... Ainda que existam diferentes julgamentos do que é o amor, ele nunca dói. O que dói são as frustrações em relação às expectativas criadas em torno do amor.


Tatiana Auler

Psicóloga

CRP 05/56969

52 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo