Para que possamos cultivar boas relações, precisamos antes conhecer nossas emoções e sentimentos.

Atualizado: 26 de Ago de 2019



“Coragem é resistência ao medo, domínio do medo, e não ausência do medo."

Mark Twain



A Neurociência desvenda as emoções como sendo responsáveis pelo gerenciamento do comportamento humano. Quando o indivíduo desconhece suas próprias emoções ele apenas reage aos estímulos externos, não tendo controle sobre o que está sentindo. Por exemplo, quando nos sentimos frustrados, podemos desencadear um processo de raiva ou medo, e ao não conseguirmos lidar com esses sentimentos, acabamos por transbordar nossos excessos, e, muitas vezes, podemos optar pela agressão ou pela fuga. Nesse momento perdemos a nossa capacidade de atenção e consciência o que pode gerar uma grande frustração em nossas relações interpessoais. Quanto mais somos expostos a esse tipo de sentimento, mais aumenta nossa frustração, o que significa que podemos gerar ainda mais raiva e queda em nosso desenvolvimento emocional e cognitivo. Para que episódios como esse citado acima, se tornem mais brandos, faz-se necessário treinar nossas competências emocionais, isso significa dizer, que quanto mais estivermos preparados e conscientes de nossas competências emocionais, maiores serão nossos recursos para resolução de problemas.


Para que possamos cultivar boas relações, precisamos antes conhecer nossas emoções e sentimentos, através do autoconhecimento e desenvolver habilidades que nos ajudem a entender e modificar esses comportamentos indesejados.


Podemos começar pela empatia, que é uma habilidade que quando despertada e cultivada é capaz de promover um novo olhar sobre a nossa própria subjetividade e a subjetividade do outro, através dela é possível cultivar relações mais saudáveis e estabelecer vínculos mais amorosos e duradouros, permitindo a apreciação das motivações, medos, habilidades e limites de si mesmo e consequentemente do outro.


Então da próxima vez que sentir uma emoção forte tomar conta de você, lembre-se da empatia! Feche seus olhos, respire fundo, e se conecte com sua emoção, e pergunte a ela: De onde vem isso que estou sentindo? E Silencie... provavelmente você encontrará a resposta.

Então de forma mais tranquila retome a questão em um momento oportuno, provavelmente terá resultados transformadores e relações mais harmoniosas.


Fernanda Silva

Pedagoga

39 visualizações0 comentário

Contato

whatsapp-cinza.png

Navegação

© Instituto de Treinamento Auler Ltda. | CNPJ 25.289.131/0001-61 | Atendimento@institutoauler.com.br | Tel.: (21) 99740-1860. 

Criação Brothers Design