O jeito como você pensa é que faz você se sentir mal.


Você já deve ter ouvido falar que o pensamento tem muita força. E tem mesmo! Quando falamos que o pensamento tem muita força, associamos aos nossos desejos. Ex.: Vou rezar para fulano melhorar, vou pensar positivo para que aconteça...


O que não podemos esquecer é que a mesma força que o seu pensamento tem para o bem, tem para o mal.


Imagina uma tela em branco. Você tem a possibilidade de preenchê-la com qualquer coisa. Dependendo do que você colocar ali, ao "olhar" para essa tela, sentirá uma emoção. O que quero dizer é que, se você escolhe "pintar" bons pensamentos, se sentirá melhor do que se "pintar" pensamentos ruins.


Pensar coisas ruins acaba virando um vício. Quanto mais coisas ruins você pensar, mas a sua mente ficará na defensiva, e tudo que vier do mundo para você pode se tornar uma ameaça ao olhar da mente. O que vai acontecer é igual àquela brincadeira de derrubar o dominó: o primeiro pensamento pode ser bom, como o primeiro dominó da fileira que está em pé, e, se o mantiver, os demais pensamentos continuarão sendo bons, e a fila de dominó não cairá. Agora, se você pensa algo ruim, é como derrubar o primeiro dominó, todos os outros caíram. Isso significa que os seus próximos pensamentos serão tão ruins quanto o primeiro.


É preciso parar esse ciclo, deixar um dominó em pé para que os outros continuem em pé também.


Dica da Tati:


VAMOS entender a sua forma de pensar?


Pensamentos ruins são pensamentos que podem partir das seguintes emoções:


Medo

Temor

Frustração

Depressão

Ansiedade

Susto

Culpa

Pânico