O mundo se torna melhor, a partir das pequenas atitudes de cada ser que o habita.


Você, assim como eu, deve conhecer pessoas que vivem reclamando sobre os outros serem: egoístas, arrogantes e só pensarem em si. Mas, essas pessoas que reclamam, na hora de se doar, ser flexível, ouvir e respeitar o outro, não agem da maneira como gostariam que o outro agisse com ela.


Como querer que o mundo seja de trocas e compaixão, se cada um, em sua individualidade, se perde nas angústias de seu próprio mundo?


Eu quero viver um mundo Justo!


Sim, eu também quero, mas quem não quer? O problema é quando a pessoa espera, primeiro, que o mundo seja justo com ela, para, depois, ela ser justa com o mundo. Se todos pensarem da mesma maneira, não sairemos do lugar. O mundo será sempre constituído de pessoas egoístas querendo, primeiro, que o outro seja: generoso, atencioso, flexível, amável, para que ela seja também.


Faça a sua parte!


Fazer a nossa parte não é tão simples assim. Pregar de bom moço para as redes sociais, mas, na hora de educar um filho, não saber ouvi-lo, não ter paciência; na hora de ceder seu lugar para alguém que precisa, fingir que não vê a necessidade do outro; no trânsito, sair xingando todo mundo; ou seja, se, quando não tiver uma “câmera” da sociedade olhando, você não agir da mesma forma, nada adianta.


Quer viver em um mundo melhor, seja o melhor que você pode ser.


Entendo, também, que ser uma pessoa boa pode ser confundido com ser uma pessoa “boba”. Inteligente é aquele que é malandro, que não deixa ninguém passar à frente em uma fila, que tem a última palavra, que é mais forte, mais poderoso... Será? Para mim, inteligente é aquele que sabe a hora de parar de falar, que permite que o outro passe sua frente por saber que ele ainda não tem maturidade para esperar, que sabe mostrar sua fragilidade, mas nem por isso se sente fraco e frágil.


Pense sobre isto: o que é ser uma pessoa boa para o mundo para que o mundo possa se tornar bom para você?


Tatiana Auler

Terapeuta


----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------


Um pouco de Poesia...


Luz do mundo


Se me fosse permitido ir a qualquer

Lugar do mundo,

Onde bem me aprouvesse,

Iria até mim, lá – sabe? –,

Lá no fundo,

Onde ninguém conhece,

Morada da alma,

Recanto profundo,

Onde faria uma prece.


Agradeceria por ter chegado,

E, devagar, olharia ao redor,

Perscrutando cada lado:

Veria essa eu menor,

Num todo já acabado,

Maior, muito maior.


Maior que as dores da criação,

Superior aos males da terra,

Já que é iluminação,

E toda sombra desterra.

É o sabido Divino Clarão,

Diamante que em mim encerra.


​E​dna ​F​arias

Professora de Português/Literatura

Revisora de textos

Aprendiz de poeta

20 visualizações0 comentário

Contato

whatsapp-cinza.png

Navegação

© Instituto de Treinamento Auler Ltda. | CNPJ 25.289.131/0001-61 | Atendimento@institutoauler.com.br | Tel.: (21) 99740-1860. 

Criação Brothers Design