SEIS DICAS PARA SUPERAR UMA TRAIÇÃO


Como lidar, da melhor maneira, com a traição.


Traição é quando o outro faz algo que você não espera.


A sensação de traição não está presente somente no clássico, ou seja, quando uma pessoa fica com outra fora do relacionamento. A traição envolve a atitude do outro de uma maneira em geral.


Quando o outro age de forma diferente da que você espera ou, até mesmo, da que você faria, provavelmente é nesse momento que a sensação de traição surge. Essa sensação está muito próxima de outra: a Injustiça.

Quando nos sentimos traídos, parece que fomos atropelados por um caminhão, e ninguém viu a placa. É uma dor muito grande e, também, nos sentimos injustiçados.


Uma frase comum é: É muito injusto: fiz tudo por essa pessoa e ela me traiu!


Daí vem a sensação de injustiça, e é natural que queiramos responsabilizar o outro por tal atitude. Porém, o sentimento de traição é nosso.


Abra sua mente: se você vive em um mundo onde só as suas regras são éticas, provavelmente se sentirá traído muitas vezes, pois o outro terá que segui-las; e, caso contrário, estará traindo aquilo em que você acredita. Por outro lado, se você vive em um mundo de infinitas possibilidades, a atitude do outro não soará como traição, pois o outro é um ser diferente de você, e, por isso, possível de ter atitudes contrárias às suas. No entanto, isso não quer dizer que temos que concordar com a atitude do outro.

Essa forma de pensar nos tira da sensação de vítima e nos coloca no mesmo patamar da pessoa com a qual estamos nos relacionando.


Em vez de ficar preso nos próprios pensamentos, tentando entender ou mudar o que aconteceu, aceite. Lembrando-se de que: aceitar não quer dizer concordar. Aceite, é um fato, aconteceu o que você não esperava. Agora é hora de olhar para frente e pensar o que você pode fazer desse momento em diante.


Pergunte-se: Com essa atitude que a outra pessoa teve, ainda me coloco disponível para continuar essa relação? Isso fará bem a mim?

Lembre-se de que é possível sair do papel de vítima e fazer escolhas conscientes.


Como resolver essa dor ou, até mesmo, o medo de que a traição aconteça?


SEIS DICAS PARA SUPERAR UMA TRAIÇÃO


1. ACREDITE EM VOCÊ! Acredite em sua índole e que tudo que você está investindo é por amor.


2. CONFIE! Tem uma frase que gosto muito: Se for para ser bom para mim, permaneça; se for para me fazer mal, desapareça!


Essa é uma boa frase para entender que, às vezes, o Universo cria algumas situações desconfortáveis que o obrigam a mudar totalmente sua história.


3. NÃO OLHE PARA O PASSADO! Olhar para o passado é ficar apertando a ferida. Só aumentará sua dor. Olhe para o que você pôde aprender com essa experiência. Tente não pensar que seu aprendizado é não confiar em ninguém. As pessoas são diferentes umas das outras. Você pode encontrar alguém que pense e sinta como você.


4. RECONHEÇA-SE! Reconheça que tudo que você fez pelo outro valeu a pena, o outro é que não soube usufruir. Se você se dedica a alguém, cuida, conversa, respeita… Seja assim por amor a você, porque essa é sua verdade.


5. NÃO SE ARREPENDA! Não se arrependa de nada do que fez. A clássica frase: Se eu soubesse, não teria feito nada daquilo. Troque por: Fiz a minha parte para construir uma boa relação.

Você não sabia de nada do que iria acontecer, não poderia fazer diferente. Fez o que podia ser feito naquele momento.


6. ABRA SEU CORAÇÃO! A tendência das pessoas que se sentem traídas é se fechar. Não feche seu coração, torne-o disponível para uma nova possibilidade. Às vezes, você está pronto para viver algo especial, mas o outro não está. Então, é necessário que ele saia de cena para que entre uma pessoa nova que esteja pronta para viver uma relação, da mesma forma que você está. Então, abra seu coração para novas oportunidades!


Lembre-se: SEJA VOCÊ MESMO COM TODAS AS CONSEQUÊNCIAS!


Tatiana Auler

Terapeuta


------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------


Um pouco de Poesia...


Coragem


O outro é, tão somente, o meu avesso,

Aquele lado para o qual reluto olhar.

E, como um remédio amargo,

É, também, o que me vai curar.


É necessário e preciso, portanto,

Que ele seja diferente,

Mesmo que me traga pranto.


O diverso me cura de mim,

E o igual ecoa meu sim.


Procuro por você,

Meu espelho que vê.


Edna Farias

Professora de Português/Literatura

Revisora de textos

Aprendiz de poeta

2 visualizações0 comentário

Contato

whatsapp-cinza.png

Navegação

© Instituto de Treinamento Auler Ltda. | CNPJ 25.289.131/0001-61 | Atendimento@institutoauler.com.br | Tel.: (21) 99740-1860. 

Criação Brothers Design