Teu passado não te condena!


Não existiria o hoje se não tivesse existido o ontem. Seu passado existe e jamais deixará de existir; no entanto, ele não precisa condená-lo. Não é porque você viveu experiências traumáticas que elas precisam se repetir para o resto de sua existência.


As experiências traumáticas são tão importante quanto as boas, porém, a cada experiência difícil, fechamos nosso coração, na tentativa de nos proteger. Se, em sua vida, tudo que você experimentou teve um bom resultado, o que o impede de, hoje, saltar por uma janela acreditando que o melhor vai acontecer, já que tudo que você faz dá certo? O que impede você de fazer "loucuras" são os medos, e os medos surgem das experiências que não tiveram bons resultados, ou melhor, resultados dolorosos.


As experiências traumáticas do passado nos protegem, na medida em que passamos a não nos lançar sem pensar nas consequências.

O desafio é não pensar que toda nova experiência terá a mesma consequência das experiências anteriores.


Lembrei-me daquela música do Lulu Santos: Nada do que foi será de novo do jeito que já foi um dia, tudo passa, tudo sempre passará... De fato, tudo passa; o que fica são as memórias.


Você pode construir novas experiências a partir dos seus medos se bloqueando para o novo, vivendo uma vida mais rotineira a partir do que já é conhecido, ou, a partir de sua confiança, se lançando para novas experiências, sabendo que você dá conta emocionalmente, mentalmente e fisicamente, caso alguma coisa aconteça fora do esperado.


Exercício de reflexão:


É comum não querermos mais falar sobre experiências ruins. Porém, se não falarmos, elas viram fantasmas em nossa cabeça.


Para ajudar, conte para você mesmo suas experiências traumáticas. Reconheça quais os traumas e crenças que essa experiência gerou. Lembre-se de como superou, o que fez para se fortalecer?


Se proteger de um novo trauma é natural, mas, se você reconhece a força que tem para superar um desafio, não terá medo de viver uma nova experiência!


Tatiana Auler

Terapeuta


----------------------------------------------------------------------


Um pouco de Poesia...


Tempo, tempo, tempo...


O tempo, sábio,

A mim amansou

E, como remédio,

Sarou minha dor.


Sempre me fez bem o tempo,

Mas minha maturidade

Elevou tais benefícios

À sua maior potencialidade.


A vantagem de crescer

É que as dores

Saram rapidamente, e

Duram mais os amores.


Hoje sei que posso amar

Longa, serena e visceralmente.

E sofrer e chorar e doer

Profunda, calma e rapidamente.


Ah, tempo, tempo, tempo,

Ainda bem que veio

Para meu precisado alento.


Edna Farias

10 visualizações0 comentário

Contato

whatsapp-cinza.png

Navegação

© Instituto de Treinamento Auler Ltda. | CNPJ 25.289.131/0001-61 | Atendimento@institutoauler.com.br | Tel.: (21) 99740-1860. 

Criação Brothers Design