Você sabe como ouvir a sua intuição?




Você sabe ouvir a sua intuição? Trabalho com a inteligência intuitiva há mais de uma década e a pergunta que mais escuto as pessoas fazerem é: Como diferenciar a "voz" da intuição da "voz" da razão?


Tento responder a essa pergunta da seguinte maneira. Em primeiro lugar, temos que lembrar que a maneira pela qual compreendemos o mundo é a partir da razão, portanto, seja a "voz" da intuição, da razão ou da emoção, todas essas "vozes" estarão presentes da mesma maneira em sua mente. Então como diferenciar a voz da intuição da voz da razão ou até mesmo da emoção? De maneira simples, tentarei responder a essa pergunta.


Para que você possa ter sabedoria para discernir suas vozes internas, é necessário que você se conheça muito bem. Digo isso porque na medida em que buscar respostas a partir da inteligência intuitiva e não souber identificar que os pensamentos que estão surgindo em sua mente são pensamentos padrão, corriqueiros, ou seja, pensamentos automáticos que costuma elaborar, jamais saberá distinguir o que vem da intuição do que são pensamentos que são meras produções da sua razão. Por esse motivo, uma dica é que você pratique Mindfulness, uma técnica de meditação e treinamento mental que te ajudará reconhecer e identificar por onde passeiam os seus pensamentos e também a estar em plena presença.

Vamos às diferenças! Lembrando que nesse artigo estarei respondendo de maneira bem simples...


A "voz" da intuição não gera dúvidas ou sensações ruins, é leve, tranquila e traz uma sensação de paz, de alinhamento, de encaixe. A voz da intuição não elabora, ela simplesmente surge com uma mensagem simples. Quem elabora é a voz da razão. A questão é que, muitas vezes, você pode ter intuições maravilhosas, mas logo depois a mente racional "entra" julgando, desconfiando, criticando, comparando. Ela surge com o famoso: Será???


De forma simples, o pensamento que surge espontaneamente quando você está conectado, como por exemplo praticando meditação provavelmente vem de sua intuição (lembrando que mensagens intuitivas podem surgir a qualquer momento, mas é mais provável que sejam percebidas em momentos de conexão). Pode ser que de fato seja também um pensamento automático, entretanto, como disse anteriormente, se tiver um conhecimento profundo de si mesmo, saberá diferenciar se esse pensamento espontâneo é padrão, automático, isto é, se ele surge aparentemente igual em diversos momentos da vida, ou se é algo novo, ou seja, se apresenta uma estrutura de pensamento novo sem esbarrar nos pensamentos automáticos.


É necessário muito treino e consciência mental para conseguir distinguir a voz da intuição da voz da razão. Como com todas as coisas que queremos aprender e desenvolver, é necessário prática. Quanto mais você praticar ouvir a voz da sua intuição, mais fácil será esse discernimento do que vem da mente intuitiva em relação ao que vem da mente racional.


Tatiana Auler

Psicóloga 

CRP 05/56969

73 visualizações0 comentário

Contato

whatsapp-cinza.png

Navegação

© Instituto de Treinamento Auler Ltda. | CNPJ 25.289.131/0001-61 | Atendimento@institutoauler.com.br | Tel.: (21) 99740-1860. 

Criação Brothers Design